Compartilhe esta página

Ginecologia - Obstetrícia e Sexualidade

Danilo B.C. Germano Santana


Profissão:
Ginecologista
E-mail:
saintgermain@saintgermainmedicina.com
Site:
www.saintgermainmedicina.com.br

Coluna Ginecologia Infanto-Puberal: De menina a moça.

Ginecologia Infanto-Puberal: De menina a moça.

O período puberal é, sem sombra de dúvidas o período de maiores transformações da vida de menina, senão da mulher.

E este período de transformações resulta da crescente produção hormonal ovariana na menina, com a síntese dos estrogênios ( o hormônio feminino), iniciada por volta dos 8/9 anos de idade, desencadenado várias mudanças que acabam por envolver quase todo o corpo da menina, sobretudo na região genital e nas mamas. Nesta fase, também, a menina experimente um ganho em estatura, que cerca de um a dois anos após pode ultrapassar a média do crescimento dos meninos. Isto mesmo, a menina inicia seu crescimento no período pré puberal e tem seu chamado estirão do crescimento (ganho de estatura mais acelerado) mais precocemente que o menino. Por isso, muitas adolescentes até se sentem envergonhadas por crescerem mais e mais rapidamente que os meninos da sua idade, da sua rua ou da sua escola.

Costumamos dividir este período da puberdade da menina em 3 fases, sendo elas:

1- Telarca: que seria o estímulo do crescimento das mamas, com o surgimento (doloroso), dos botões mamáreos que, no futuro, corresponderão às mamas da mulher adulta. Muita menina se queixa muito de sensibilidade nos mamilos neste período e sentem vergonha dos coleguinhas na escola. Cabe aos pais explicar que a dor é natural do desenvolvimento das mamas e que não há o que temer ou do que se envergonhar, pois é parte natural do crescimento;

2- Pubarca: os hormônios produzidos, a todo vapor pelos ovários, estimulam o crescimento dos pequenos lábios e clitóris e escurecimento da pele da genitália externa e, por fim, o surgimento dos primeiros pelos na vulva e nas axilas.

3- Menarca: a primeira menstruação vem para “coroar” o desenvolvimento puberal na menina. Após o estímulo uterino pelos hormônios femininos, a menina começa a apresentar os primeiros sangramentos menstruais, muitas vezes irregulares nos primeiros anos e, muitas vezes, acompanhados de sintomas de TPM e cólica menstrual.

Também outras alterações podem ser percebidas, como a maior oleosidade da pele e dos cabelos, acne, maior sudorese e suor algumas vezes com cheiro mais forte e, na parte genital, uma certa secreção vaginal ou corrimento, de cor clara, sem coceira e sem cheiro, chamada de leucorreia fisiológica (que nada mais é que uma reação vaginal à produção e expressão dos hormônios).

O desenvolvimento puberal normal deve seguido de perto pelos pais e orientado e, ao sinal de qualquer alteração, como uma parada no crescimento, uma primeira menstruação tardia ou muito precoce, ciclos muito irregulares, cólica menstrual acentuada, deve ser motivo para se agendar uma primeira consulta ginecológica.

Nas próximas publicações voltaremos a abordar alguns temas relacionado ao desenvolvimento puberal anormal da menina.

Postado em: 12/07/2012

Portal Itapema - Todos os direitos reservados © 2017 - Itapema - Santa Catarina - Brasil
O Portal Itapema não se responsabiliza pelos conceitos publicados nos artigos assinados, bem como pelas informações desencontradas ou desatualizadas que possam vir a lhe trazer qualquer transtorno ou ônus.
 
Página gerada em 0.022943 segundos