Compartilhe esta página

HISTÓRIA DE ITAPEMA

A colonização açoriana no litoral catarinense, mais precisamente, nas planícies da Enseada de Porto Belo teve início juntamente com o trabalho de catequização realizado pelos jesuítas, pelos idos de 1700. Nesta época, na região que viria a ser Itapema, não havia a presença dos colonizadores.

Os portugueses instalaram-se mais ao sul, na Enseada de Porto Belo, antigamente chamada de Senhor Bom Jesus dos Aflitos de Porto Belo. Das doze povoações que deram início à colonização da província de Santa Catarina, somente Ganchos (atual Governador Celso Ramos) não levava o nome do santo, característica da presença de padres jesuítas.

A povoação da localidade se deu por conta de um intrépido português de nome Justino José da Silva. Em 1817, devido à abundância de peixes nas costas de Zimbros e Garoupas, o negociante propôs-se a formar em Garoupas, um estabelecimento para pescarias, semelhante ao que havia em Portugal.

Foi idéia do então ministro Thomaz de Villa Nova Portugal fazer naquela enseada um porto de apoio para a esquadra portuguesa. Com a construção de uma ribeira de naus, com madeiras procedentes de Itajaí, Camboriú e Tijucas, teve início a fundação de uma colônia de pescadores, oriundos de Ericeira (Portugal). Cento e vinte pessoas foram estabelecidas no local que se chamou de Nova Ericeira, abrangendo toda a costa Enseada. O povoamento acabou-se transformando em vilarejo.

Em 1822, com a independência do Brasil em relação a Portugal, a prosperidade do empreendimento pesqueiro de Villa Nova ficou comprometida. Os colonizadores ficaram a mercê de si próprios, em terras impróprias à cultura e além do que, o que sabiam fazer era somente pescar, sua profissão. Devidos às contigências, estes portugueses tiveram que trabalhar em outros negócios além da pesca. Alguns foram para o comércio e outros para a lavoura.

O primeiro nome foi Tapera, devido ao tipo de casas construídas sendo que os primeiros habitantes de Itapema eram açorianos.

Em virtude dos ataques de piratas no ano de 1800, muitas famílias abandonaram o local, mas Tapera voltou a se organizar em 1850, elevando-se a categoria de vila, pertencendo a Porto Belo. Em 1921, recebeu o nome de Itapema e tornou-se distrito em 1924, incorporada ao Município de Camboriú, enquanto Porto Belo passou a pertencer a Tijucas. Em 1926 os dois Municípios se reorganizaram e voltaram a formar o antigo Município de Porto Belo.

Por iniciativa de vereador Olegário Bernardes, que também representava o distrito, foi elaborado um projeto de lei para a criação do Município de Itapema, sendo aprovado pela lei estadual de 28/02/1962. Assim o governador do Estado, Celso Ramos, nomeou como primeiro prefeito provisório, em 21 de abril de 1962, o Sr. Osni Santos.

Atualmente, Itapema é o 24º maior município de Santa Catarina, tendo o 2º maior crescimento populacional de Santa Catarina e o 23º do Brasil em 2015 com 3,77% comparado ao ano anterior segundo estimativas do IBGE de 2015. Itapema também é o 3º município que mais recebe turistas no Estado de Santa Catarina e vem investindo amplamente em obras de infraestrutura, saneamento básico e espaços de lazer, como o Parque Calçadão, para cada vez melhor atender os turístas que vem de diversos estados do Brasil e países do Mercosul.

Informações Gerais

Brasão de Itapema

Brasão de Itapema

Bandeira de Itapema

Bandeira de Itapema

  • Fundação: 21 de Abril de 1962
  • Gentílico: Itapemense
  • Área: 57.803 Km²
  • Orla Marítima: 14 km
  • População: 57.089 hab. - 24º lugar (Santa Catarina) e 561º lugar (Brasil) - Estimativa IBGE 2015
  • Crescimento Populacional: 3,77% - 2º lugar (Santa Catarina) e 23º lugar (Brasil) - Estimativa IBGE 2015
  • Densidade: 987,64 hab. Km²
  • População Flutuante: aprox. 1.240.000
  • Taxa de alfabetização: 95,6%
  • Corrente elétrica: 220v
  • Temperatura média: 16,7 ºC à 29,7 ºC
  • Datas festivas:
    02 de fevereiro (Nossa Senhora dos Navegantes - Padroeira)
    21 de abril (Aniversário de Emancipação Político-administrativa do Município)
    13 de junho (Santo Antônio - Padroeiro da cidade)
Fonte: Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Itapema





Portal Itapema - Todos os direitos reservados © 2017 - Itapema - Santa Catarina - Brasil
O Portal Itapema não se responsabiliza pelos conceitos publicados nos artigos assinados, bem como pelas informações desencontradas ou desatualizadas que possam vir a lhe trazer qualquer transtorno ou ônus.
 
Página gerada em 0.055031 segundos